Tatuagens inspiradas em células biológicas

Breno Bitarello é um artista mineiro atualmente residindo em Juiz de Fora. Graduado em Artes e Design pelo Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz Fora, foi no meio de sua graduação que surgiu o interesse pela tatuagem. O primeiro contato com esta forma de linguagem e sua primeira tattoo, feita nele mesmo por ele mesmo aconteceu em finados de 2007. Após dois anos tatuando o mineiro foi aprovado no mestrado em Design da ESDI/UERJ. Durante o período 2010-2012 devido ao mestrado as máquinas de tatuar ficaram guardadas. Foi um momento de reflexão dos caminhos que seriam seguidos no futuro.

Com o final do mestrado em 2012 o contato com a prática da tatuagem foi retornando, mas foi só em meados deste ano que Breno decidiu entrar de vez para a tatuagem e assumir o amor por esta forma de arte. Também neste ano, ele iniciou o doutorado em Educação, Arte e História da Cultura com a pesquisa que tem como objeto a tatuagem como processo. Em outras palavras trata-se de focar em todo o processo, do primeiro contato com o futuro tatuado ao envelhecimento da tatuagem junto com o corpo. Deste modo, o processo de criação da tatuagem passa a ser tão importante quanto ou até mais importante do que o resultado do processo (a tatuagem propriamente dita e finalizada na pele).

Cada corpo é um corpo e cada pele é uma pele. Deste modo, uma tatuagem planejada para um corpo X provavelmente não funcionará idealmente bem no corpo Y. Cada corpo requer uma tatuagem. Levando em consideração as especificações da tatuagem como linguagem artística, Breno foi direcionando seu trabalho para o que ele chama de tatuagens bio inspiradas. Pode se dizer que estas tatuagens são formas abstratas que tendem a fluir e se adequar perfeitamente bem ao corpo. O nome é uma variação do termo biomecânico sempre vinculado às obras do suíço H.R. Giger, entretanto, para novas coisas são necessárias novas nomenclaturas, neste caso, o termo bio inspiradas.

Breno não trabalha com biomecanico, mas com formas que podem ser vistas no nosso dia-a-dia: cascas de árvores, rochas, texturas de alimentos, macro fotografias e microscopias de células são apenas parte de suas referências primárias. O foco sempre é pesquisar estruturas que possam ser apropriadas artisticamente e traduzidas na forma de tatuagens abstratas. Desenhista, pintor e escultor, Breno acredita que a tatuagem é mais um dos meios artísticos que explora de modo criativo e autoral. “Através da materialidade artística eu apresento o imaterial é um pouco de minha própria essência em sintonia com o que me cerca”.

Confira algumas tatuagens com essa temática, e o instagram com essas e outras artes em @brenobitarelloart.

IMG_0088 IMG_1156 IMG_1347 IMG_1368 IMG_1371 IMG_0205 IMG_0796 IMG_1376 IMG_137811111111 (1)a (o00)aa (2)c (o)cccccIMG_0955