Instagram oferece ajuda ao pesquisar por palavras como depressão e ansiedade

O Instagram inseriu uma nova funcionalidade, ao pesquisar pela palavra #ansiedade ou #depressão é apresentada uma tela com as seguintes informações:

“Publicações com as palavras ou tags que você está procurando muitas vezes incentivam um comportamento que pode fazer mal a uma pessoa e até levá-la à morte. Se você está passando por uma situação difícil, gostaríamos de ajudar”.

Abaixo do texto ficam as opções:

– Obter apoio

– Ver publicações mesmo assim

– Cancelar

Ao clicar em obter apoio o usuário é levado ao uma tela em que você pode falar com um amigo, entrar em contato com um voluntário de apoio ou receber dicas, sugestões de como se ajudar. Aparentemente a funcionalidade já está disponível para android e ios.

Em 2017 o setor de saúde pública do Reino Unido, Royal Society for public Health realizou uma pesquisa com 1.479 indivíduos entre 14 e 24 anos, onde eles enumeraram o quanto as redes sociais o influenciavam no seus sentimentos de ansiedade, solidão, comunidade, etc. O resultado da pesquisa foi que o Instagram é a mais nociva a este público

“Sete em cada 10 voluntários disseram que o app fez com que eles se sentissem pior em relação à própria autoimagem. Entre as meninas, o efeito Instagram foi ainda mais devastador: nove em cada 10 se sentem infelizes com seus corpos e pensam em mudar a própria aparência, cogitando, inclusive, procedimentos cirúrgico.” via – Superinteressante

Segundo a OMS o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas que sofrem com transtornos de ansiedade, e no caso da depressão o nosso país ocupa o quinto lugar nesta triste estatística. Os dados divulgados em 2017 indicam que 9,3% dos brasileiros sofrem com algum transtorno de ansiedade e a depressão atinge 5,8% da pessoas.

Em relatório recentes do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (PISA) foi notado que os estudantes brasileiros estão em segundo lugar em um ranking  de mais ansiosos.

Você pode buscar ajuda através do CVV (centro de valorização a vida) no número 141, o atendimento é 24h, eles realizam um trabalho de apoio emocional e prevenção do suicídio.