Artista faz intervenção urbana que simula azulejos portugueses

O ilustrador português Diogo Machado deu uma nova vida às caixas elétricas e edifícios antigos para que a história e a tradição portuguesa permaneçam na nossa memória. Esse trabalho começou em 2008 na cidade de Cascais, uma vila de 650 anos de idade, próximo a Lisboa. O artista era um ilustrador freelancer, e pensou em utilizar seu trabalho para formar um padrão de azulejos portugueses. Com o resultado positivo, sentiu então que deveria continuar a série de intervenção urbana.

O artista acredita que hoje em dia as pessoas fazem as coisas muito rápido, e acabam deixando de aproveitar e contemplar a beleza urbana e, ainda, pensar sobre as tradições portuguesas, o seu significado, sua importância e como elas podem ser preservadas em diversas áreas urbanas.

As pinturas, como muitas intervenções, são feitas com estêncil de padronagem, simulando os azulejos portugueses, com o qual as pinturas podem ser feitas de forma rápida e precisa.

 

11392895_1011082002236175_6978100976328725684_n 11535866_1018817331462642_4247395639720584654_n10516674_10153149357149420_5422815254642492599_n12891_10153149357159420_2180584232788442104_n 15671_10153149357314420_2253190947928796488_n 21997_10153149357299420_2803232862727847834_n 1896887_10153149356944420_3737410757727706041_n 1897659_10153149356934420_7562684788417028642_n 10391368_10153149356939420_6967242854230041922_n 10403066_10153149357129420_6083733198146917089_n10981816_10153149357289420_8598116463319611323_n11029637_10153149357109420_2393948288761390263_n11059299_10153149356924420_7207903522681425665_n11081142_10153149357334420_6461095904790779904_n

 

Siga o Instagram e Facebook do artista para acompanhar os bastidores e outros trabalhos.

Fonte: Bored Panda